banner-noticias-manual-legatum-V2-2-1240-400
banner-recomendacoes-covid19
banner-patrimonio-em-risco
slide-ft1

Pesquisa, desenvolvimento e inovação em cultura, representação e informação digitais

INICIATIVA LEGATUM

ACESSE DAQUI O SITE DA INICIATIVA

slide-ft2

Sonus et Imago

Um produto de pesquisa do Grupo CRIDI

Repositório digital confiável para o acesso ao patrimônio audiovisual

ACESSE DAQUI O REPOSITÓRIO

Informação audiodescritiva e a preservação digital: uma análise do diálogo entre a Ciência da Informação e a audiodescrição (2017 a 2021)

Autora da pesquisa (tese de doutorado em Ciência da Informação – PPGCI-UFBA): Tamires Neves Conceição

Link para o Lattes: lattes.cnpq.br/5040246562680622

Orientador: Rubens Ribeiro Gonçalves da Silva

Link para o Lattes: lattes.cnpq.br/6376683794840711

Resumo

A Audiodescrição — designada como uma tradução audiovisual que transforma signos visuais em signos verbais para promover a inclusão social e a acessibilidade para pessoas com deficiência visual, dislexos e idosos — é associada à Ciência da Informação com o objetivo de se analisar como os profissionais da Ciência da Informação, com suas experiências em disseminar e registrar a informação, podem auxiliar a Audiodescrição no tocante à preservação e à salvaguarda de audiodescrições.

Destaca-se a relevância deste enfoque em prol da preservação da memória da Audiodescrição no país, ampliando-se, assim, a conscientização de profissionais e pesquisadores audiodescritores por meio do conceito de informação audiodescritiva.

Tem-se como problemática saber quais aspectos devem ser destacados para que se possa estabelecer de fato o diálogo entre as teorias, técnicas e práticas da Ciência da Informação e o campo da Audiodescrição, no que se refere a ações de preservação digital e a políticas de salvaguarda de conteúdos informacionais audiodescritos produzidos por grupos e núcleos de pesquisa das universidades federais e estaduais brasileiras.

A metodologia é desenvolvida com pesquisa qualitativa, quantitativa e descritiva, através do método de abordagem dialético materialista. O universo da pesquisa é formado pela totalidade das universidades federais e estaduais que pesquisam e trabalham a Audiodescrição e pelos programas de pós-graduação em Ciência da Informação brasileiros; as técnicas de coleta de dados utilizados foram os questionários online e a observação participante, através do ambiente digital de pesquisa do Repositório Legatum Sonus et Imago; os procedimentos aplicados ao conjunto de dados coletados foram qualitativos com base na análise de discurso, além de quadros, tabelas e outros infográficos.

Entre os elementos dificultadores observados para a efetivação do diálogo entre a Ciência da Informação e a Audiodescrição estão o desconhecimento da maioria dos profissionais audiodescritores sobre a expertise da área da Ciência da Informação, sobre os conceitos e as aplicabilidades das ações de preservação digital e de políticas de salvaguarda para os conteúdos audiodescritos produzidos pelos grupos e núcleos de que fazem parte os profissionais da Audiodescrição, impossibilitando o desenvolvimento de uma gestão efetiva de seus acervos audiovisuais, como também a falta de compreensão dos profissionais da Ciência da Informação sobre o que é a Audiodescrição, sobre seu uso e sua relevância para o sujeito da informação com deficiência visual.

Como aspectos positivos, observou-se a importância da Ciência da Informação nesse diálogo por meio do conceito proposto de informação audiodescritiva, que proporcionará a possibilidade de efetivos ganhos no desenvolvimento da memória da Audiodescrição, que vem sendo construída pelos grupos e núcleos de pesquisa analisados, bem como a contribuição da Audiodescrição ao proporcionar à Ciência da Informação a possibilidade da aplicabilidade de uma tecnologia assistiva que amplia as oportunidades de inclusão social e acessibilidade de pessoas com deficiência visual em unidades de informação.

Constata-se, nos resultados encontrados, que o conceito de informação audiodescritiva, elaborado nas bases epistemológicas da Ciência da Informação, é um potencial portador de estímulos para o desenvolvimento de um novo cenário para a memória das audiodescrições brasileiras.

Tese de Doutorado: Tamires Neves Conceição - PPGCI/UFBA 2021-1

Apoios:

Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq
Universidade Federal da Bahia - UFBA
Instituto de Ciência da Informação da UFBA
Fundo de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - FAPESB
PIBIC - UFBA
Editora da UFBA - EDUFBA
Superintendência de Tecnologia e Informação - UFBA
Associação Brasileira de Normas Técnicas
Rede Cariniana - IBICT
Yndexa.com
Dois Altos - Marketing e Eventos
VIA 78

Parcerias:

Arquivo Nacional
TV UFBA - UFBA
Lab.AV (Facom/UFBA)
Fundação Oswaldo Cruz
VídeoSaúde Distribuidora - FioCruz
Acervo de Documentação Histórica Musical

Parcerias em elaboração:

Laboratório de Estudos do Discurso, Imagem e Som
Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT
Câmara dos Deputados - Coordenação de Arquivo
Laboratório Universitário de Preservação Audiovisual - LUPA